Rússia amplia lista de frigoríficos brasileiros habilitados a exportar carnes

Por Redação em 07/02/2024 às 10:05:47

O Serviço Federal de Vigilância Veterinária e Fitossanitária da Federação da Rússia anunciou nesta terça-feira (06/02) a ampliação da lista de frigoríficos brasileiros aptos a exportarem carnes bovina e de aves para lá.

A unidade da JBS em Confresa (MT) foi habilitada para iniciar as exportações de carne bovina aos russos. O Kremlin ainda ampliou o leque de produtos que a planta da BRF em Chapecó (SC) poderá enviar para lá. O frigorífico catarinense recebeu autorização para iniciar as vendas para a Rússia em maio de 2022, mas os negócios se limitavam aos embarques de farinha animal. Agora, também poderão ser exportadas carnes de aves e gorduras.

Os russos também retiraram as restrições temporárias aplicadas a outros três frigoríficos há quase sete anos. A lista incluiu duas plantas da Seara Alimentos, uma em Forquilhinha (SC) e outra em Itapetininga (SP), e a unidade da JBS de Lins (SP).

Com o levantamento das restrições, a planta da Seara em Santa Catarina poderá exportar carne de aves, subprodutos e gorduras avícolas e farinha de origem animal. Já a unidade paulista da empresa está autorizada a vender apenas carnes de aves. O frigorífico da JBS foi reabilitado para a exportação de carne bovina. As vendas desses estabelecimentos estavam suspensas desde 2017.

As novas habilitações e a retirada das restrições são resultado de uma auditoria presencial realizada por técnicos russos no Brasil entre novembro e dezembro do ano passado, a primeira desde 2015. Durante a inspeção a delegação russa passou por seis Estados brasileiros e pelo Distrito Federal.

Com a ampliação, a lista de frigoríficos brasileiros habilitados soma agora 358. Desses, apenas 178 estão totalmente aptos a exportarem e 180 estão sob algumas restrições e suspensões.

"A missão russa mais uma vez fortaleceu a relação de confiança entre as autoridades sanitárias do Brasil e da Rússia e reafirmou a importância do papel do Brasil em fornecimento de produtos de origem animal sendo um dos principais fornecedores de carnes para o mercado russo", afirmou o adido agrícola da Rússia no Brasil, Andrey Yurkov, em postagem em rede social.


Fonte: Globo Rural

Comunicar erro
Combate a queimadas e desmatamento ilegal

Comentários