Calendário da feira: setembro tem jabuticaba, tangerina, cenoura e beterraba

Por Redação em 04/09/2020 às 06:18:04

Série do G1 mostra, todo mês, quais alimentos estão na safra e, por isso, podem ficar mais em conta. Setembro também é tempo de laranja, abacate, beterraba, alcachofra e muito mais. Jabuticaba, tangerina, cenoura e beterraba são alguns dos alimentos que abrem o mês da primavera. Em setembro, eles estão em pleno período de colheita e, por isso, podem ser encontrados com mais facilidade nos mercados e feiras.

Na série Calendário da Feira, iniciada em julho, o G1 mostra, todo mês, quais alimentos estão na safra e, por isso, podem ficar mais em conta.

Veja também nesta edição a diferença entre a tangerina e a mexerica abaixo do calendário.

Calendário da Feira de Setembro

Arte/G1

A seguir, confira mais detalhes sobre a safra das principais frutas e legumes do mês, além de saber como comprar, conservar e outras curiosidades.

Tangerina

Tangerina Murcote/Murkott

Citrícola Lucato

É tangerina ou mexerica? Essa dúvida existe até mesmo entre quem trabalha no setor de citrus, conta Júnior Lucato, diretor comercial da Citrícola Lucato. Muitos pensam se tratar da mesma fruta, porém há diferenças científicas, de sabor, tamanho e casca.

Além disso, elas são conhecidas por inúmeros nomes em diferentes partes do país, como, por exemplo, bergamota e mimosa.

Aprenda receita de bolo de mexerica

A mexerica é da espécie Citrus deliciosa e, em comparação à tangerina, tem um tamanho menor, uma casca mais fina, mais sementes e um sabor mais ácido, chegando a soltar um "óleo na hora de descascar", diz Lucato.

Na região Sul do país, ela é conhecida como bergamota.

Já as tangerinas são da espécie Citrus reticulata e são maiores, com uma casca mais grossa e sabor mais doce. Dentro desse universo, dois tipos de tangerinas são bem comercializadas: a ponkan e a murcote.

Na região Nordeste, ela é conhecida como mimosa.

Aprenda a preparar uma receita de ceviche com caju e suco de tangerina

Em setembro, a bola da vez está com a murcote. Ela é bem mais doce do que a ponkan e sua casca é agarrada ao fruto, o que dificulta na hora de descascar. Seu auge da safra ocorre em agosto e setembro.

Já a época da ponkan vai de maio a julho. Seu sabor é menos doce, mas é uma fruta mais fácil de descascar. "Até uma criança consegue", diz Lucato.

Os estados de Minas Gerais e São Paulo lideram a produção das tangerinas. Em geral, a colheita da murcote não sofreu impacto climático, o que contribui para a queda de preços, segundo o diretor da Citrícola Lucato.

Auge da safra: maio a setembro

Como comprar: prefira as mais pesadas, firmes, de cor brilhante e intensa, sem sinais de amolecimento, sugere a Ceasa Minas.

Como conservar: na geladeira, por duas a três semanas.

Jabuticaba

Jabuticaba de Sabará (MG) recebeu selo de indicação geográfica

Reprodução/TV Globo

Com uma casca ácida e um sabor extremamente doce, a jabuticaba é uma das frutas típicas da primavera e que possui uma enorme versatilidade: com ela, os cozinheiros preparam bebidas e pratos que vão de doce a salgado: vinhos, licores, sucos, geleias, bolos e molhos para carnes.

Contudo, a fruta ainda é pouco comercializada pelo país, devido ao fato de ser muito perecível e, portanto, de não aguentar ser transportada para lugares muito distantes de sua produção. Falta desenvolver técnicas para expandir o cultivo dela, diz o agrônomo Paulo Antônio Batista, que trabalha na Fazenda Jabuticabal, a maior de Goiás.

Por conta disso, a produção e o consumo da jabuticaba são concentrados, hoje, em três estados: Goiás, São Paulo e, em menor escala, Minas Gerais. O clima favoreceu a safra deste ano, o que deve se refletir em melhores preços.

Auge da safra: setembro a novembro

Como comprar: escolha as com casca fina e brilhante e as mais pretas, pois muito roxeada é sinal de que já passou do ponto.

Como conservar: a dica é não lavar a fruta antes de colocar na geladeira ou no congelador. Se lavar, perde-se a qualidade. Na geladeira tem duração de até 7 dias.

Veja no vídeo abaixo as variedades de receitas do Festival da Jabuticaba, que movimenta a economia do município de Sabará (MG).

Sabará, em Minas, reúne milhares de pessoas no Festival da Jabuticaba

Cenoura

Piedade se destaca no beneficiamento de cenoura

Reprodução/TV TEM

Assim como a maioria das frutas e dos legumes, é possível encontrar a cenoura na feira e nos mercados o ano inteiro, mas é entre os meses de agosto a outubro que o seu preço costuma cair bem, e que o seu sabor se acentua.

"A melhor cenoura do ano é agora", diz Alex Lee, produtor de orgânicos de São Paulo e conselheiro da Producer Market Association, entidade global que representa a indústria flores, frutas, legumes e verduras.

"Não tivemos problemas climáticos este ano, o que beneficiou o preço e a qualidade", diz Lee.

Aprenda como fazer receita de bolo vulcão de cenoura com calda de chocolate

Portanto, dá para aproveitar esta safra e apostar na versatilidade da hortaliça: com cenoura dá para fazer saladas, refogados, caldos, purês, pães, sucos e bolos, por exemplo.

A produção de cenoura é grande em todos os estados do Sul, em dois do Sudeste (SP e MG) e na Bahia.

Auge da safra: julho a novembro

Como comprar: prefira as firmes, lisas, sem rugas, de aparência fresca e de cor laranja-vivo.

Como conservar: na temperatura ambiente, em local seco e arejado, é possível conservar até cinco dias. Na geladeira, pode durar até duas semanas, se armazenada em sacos plásticos transparentes.

Beterraba

Beterraba

Thinkstock

A beterraba também está em seu melhor momento, tanto de preço como de sabor, já que o clima favoreceu a colheita este ano, conta Lee.

Assim como a cenoura, ela tem diversos usos na cozinha e vai bem na salada, refogada, nos sucos e também pode incrementar receitas de pães, risotos e massas.

Com massa rosa, ravióli de beterraba com cogumelos fica delicioso; aprenda

Sua maior produção ocorre em Minas Gerais, Bahia e Rio Grande do Sul.

Auge da safra: agosto a novembro

Como comprar: casca deve ser lisa, firme e sem rachaduras.

Como conservar: à temperatura ambiente, por três a cinco dias, ou na geladeira, por até duas semanas.

Veja na reportagem abaixo as propriedades nutricionais da folha de beterraba:

Folha da beterraba pode conter muitos elementos nutritivos para o ser humano

Por que consumir alimentos da safra?

Frutas, legumes e verduras.

Divulgação

Com a modernização das técnicas agrícolas, hoje já é possível encontrar uma grande variedade de frutas, legumes e verduras o ano inteiro nos mercados e nas feiras.

Porém, consumir produtos de época pode ser uma opção mais barata e saudável.

Com o crescimento da oferta nos períodos de safra, a tendência é os preços caírem. Mas isso nem sempre é uma regra. Como a produção de hortaliças depende muito de fatores climáticos, qualquer mudança muito intensa na temperatura, por exemplo, pode impactar a oferta.

Além disso, o consumo de alimentos de época tende a ser mais saudável, pelo menor uso de agrotóxicos em seu cultivo.

Como reduzir a chance de ingerir agrotóxicos nos alimentos, segundo especialistas

Por que a produção de alimentos depende tanto de agrotóxicos?

"Para terem um bom desenvolvimento fora do seu ciclo natural de produção, é necessário uma intervenção mais intensa de químicos durante o preparo do solo, por exemplo", ressalta Lígia dos Santos, do São Camilo.

Além disso, quando estão em seu ciclo natural de produção, sem a necessidade de tanto uso de agrotóxico, os alimentos ficam com o seu sabor natural mais acentuado.

Veja mais notícias do campo no Globo Rural

Fonte: G1

Coronavirus 728x90
InfoJud 728x90

Comentários