Coronavirus 728x90

Superávit comercial marítimo do Brasil aumenta com forte exportação agrícola, diz associação

Por Redação em 19/05/2020 às 10:50:37


Resultado reflete o fato de que os portos brasileiros têm operado regularmente durante a pandemia, de acordo com a associa├ž├úo que representa os terminais portu├írios. Bom desempenho da produ├ž├úo do campo e c├ómbio favoreceram a exporta├ž├úo da produ├ž├úo agrícola

Appa/Divulga├ž├úo

O Brasil registrou um super├ívit comercial marítimo de 19,7 bilh├Áes de dólares em meio a uma queda no valor das importa├ž├Áes e fortes exporta├ž├Áes agrícolas nos primeiros quatro meses do ano, disse um grupo de operadores portu├írios nesta segunda-feira (18).

Exporta├ž├úo do agronegócio tem melhor abril desde 2013, diz ministério

O super├ívit é 14,56% maior que o verificado em igual período de 2019, apesar da crise causada pelo novo coronavírus, que afetou sistemas de transporte em todo o mundo, afirmou a Associa├ž├úo dos Terminais Portu├írios Privados (ATP), que representa empresas como Vale e Bunge.

O resultado reflete o fato de que os portos brasileiros têm operado regularmente durante a pandemia, disse a ATP em comunicado.

O super├ívit ocorre em meio a uma queda de 30% nos pre├žos dos fretes marítimos após a derrocada mundial no pre├žo do petróleo, acrescentou o presidente da ATP, Murillo Barbosa.

O crescente super├ívit comercial marítimo do Brasil indica a for├ža do setor agrícola do país, que exportou grandes volumes de produtos como a soja em mar├žo e abril, guiado pela demanda aquecida da China.

O Brasil embarcou cerca de 36 milh├Áes de toneladas da oleaginosa até abril, de acordo com dados da agência marítima Cargonave. Isso corresponde a metade do volume de soja exportado pelo país em todo o ano de 2019, segundo os números da Cargonave.

A ATP disse que o c├ílculo da balan├ža comercial marítima envolve apenas cargas movimentas pelo mar, principalmente commodities agrícolas e minerais.

Em termos de valor, as importa├ž├Áes marítimas do Brasil recuaram quase 7% entre janeiro e abril em compara├ž├úo com igual período do ano anterior, enquanto as exporta├ž├Áes permaneceram virtualmente est├íveis, em 56,75 bilh├Áes de dólares, disse a ATP, com base em dados do governo.

As exporta├ž├Áes marítimas do Brasil também seguiram relativamente est├íveis no período em termos de volume, alcan├žando 195,6 milh├Áes de toneladas, enquanto as importa├ž├Áes avan├žaram 1,09% em volume, acrescentou a ATP, também utilizando dados oficiais.

O aumento nos volumes importados reflete mais compras de fertilizantes pelo Brasil. Por outro lado, houve uma queda nos pre├žos do insumo, segundo an├ílise da ATP.

Fonte: G1

InfoJud 728x90

Comentários