Café recua 4% em Nova York após mau humor do mercado

Por Redação em 08/06/2024 às 08:51:44

Durou "apenas" 24 horas o bom humor dos investidores para apostar em ativos de risco, como é o café. O ambiente macroeconômico mudou drasticamente, e puxou uma forte queda do grão na bolsa de Nova York. Nesta sexta-feira (7/6), os papéis do arábica que vencem em julho cederam 4,01%, para US$ 2,2480 a libra-peso.

Se ontem a redução dos juros anunciada pelo Banco Central Europeu (BCE) animou os investidores, nesta sexta, o bom resultado das vagas de emprego nos Estados Unidos inverteu esse cenário. O mercado de trabalho americano aquecido pode indicar que os juros no país vão levar mais tempo para cair.

"O relatório de emprego dos EUA acima do esperado desestimulou os investidores a apostarem em commodities mais arriscadas, como o café. Além disso, o mercado estava sobrecomprado [apostando na alta dos preços], e esses dados econômicos são um gatilho a mais para um recuo na bolsa", destaca Antônio Pancieri Neto, da Clonal Corretora de Café.

Mas o pessimismo dos compradores em Nova York é pontual, segundo o corretor, já que os fundamentos de oferta e demanda podem voltar a impulsionar os preços.

"Podemos ver algum momento de realização, mas as cotações devem continuar subindo com muita volatilidade, já que temos problemas sérios de produção em algumas origem, enquanto a demanda se mostra firme", ressalta Neto.

Suco de laranja

A sexta-feira também foi marcada por forte recuo nos valores do suco de laranja concentrado e congelado (FCOJ, na sigla em inglês). Os papéis com vencimento em julho fecharam em queda de 4,07% na bolsa nova-iorquina, para US$ 4,2375 a libra-peso.

Algodão

No mercado do algodão, os lotes para julho fecharam em queda de 2,12%, cotados a 73,84 centavos de dólar por libra-peso. O cenário macro adverso tem grande peso para a cotação da pluma na bolsa, já que costuma desestimular a demanda pelo produto, que ainda segue fragilizada no mercado externo.

Açúcar

Em relação ao açúcar, os lotes com entrega para julho caíram 1,14% na bolsa de Nova York, para 19 centavos de dólar por libra-peso.

Cacau

O cacau se manteve com preços mais altos na bolsa de Nova York, mesmo com o movimento financeiro contrário à valorização. Os lotes para julho avançaram 0,62%, cotados a US$ 9.933 a tonelada.

Fonte: Globo Rural

Comunicar erro

Comentários

Acomp Gyn - Goiania