Arábia Saudita é o principal parceiro do Brasil do Oriente Médio, diz Fávaro em missão oficial ao país

Por Redação em 03/06/2024 às 22:10:02

Sob liderança do vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Geraldo Alckmin, começou nesta segunda-feira (3) a agenda oficial da delegação brasileira de ministros e empres√°rios em missão oficial na Ar√°bia Saudita.

Durante a reunião com o ministro de Investimentos da Ar√°bia Saudita, Khalid Al Falih e com empres√°rios e fundos de investimento dos dois países, o ministro da Agricultura e Pecu√°ria, Carlos F√°varo, destacou que o país é o principal parceiro do Brasil do Oriente Médio. "Só da agropecu√°ria brasileira foram exportados, em 2023, US$ 2,9 bilhões. Entre os principais produtos estão frango, açúcar, carne bovina e grãos. Mas, as oportunidades são ainda maiores, podemos e devemos diversificar, por exemplo com café e frutas", disse.

Na ocasião, F√°varo apresentou ao ministro de Investimentos e aos empres√°rios sauditas o Programa Nacional de Conversão de Pastagens Degradadas em Sistemas de Produção Agropecu√°rios e Florestais Sustent√°veis (PNCPD) que tem por objetivo incorporar até 40 milhões de hectares de pastagens degradadas aos sistemas produtivos brasileiros. "Nós buscamos mecanismos de produzir com muita sustentabilidade. Cerca de 67% do nosso território est√° completamente intacto, e h√° muito que crescer ainda, mas não com desmatamento, não sob a floresta, nós temos mais de 40 milhões de hectares de pastagens com altíssimo potencial produtivo. Isso gera oportunidades de segurança alimentar e, também, relações comerciais", ressaltou.

Em sua fala, o vice-presidente Geraldo Alckmin também reforçou a importância do país, no Oriente Médio, como parceiro preferencial estratégico do Brasil, pontuando o crescimento das empresas brasileiras na Ar√°bia nos últimos tr√™s anos. "O Brasil vive um bom momento, é o terceiro maior receptor de investimentos no mundo. J√° a Ar√°bia Saudita tem uma das economias mais dinâmicas, que se diversifica e que mais cresce. Temos aqui a grande possibilidade de fazermos crescer esta parceria do ganha-ganha, uma mão dupla no comércio e nos investimentos", afirmou.

J√° o presidente da ApexBrasil, Jorge Viana, destacou que a missão d√° seguimento ao compromisso do presidente Lula com o Reino da Ar√°bia Saudita. "Aqui temos pelo menos seis grandes fundos de investimentos brasileiros, liderados pelo BNDES, para trabalhamos juntos as possibilidades de atração de investimentos que o fundo soberano saudita nos permite".

Também na delegação brasileira, a ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, ressaltou a importância de investimentos nas √°reas de logística e de infraestrutura. "O Brasil precisa de parcerias para escoar a produção do agronegócio, do milho, da soja, da proteína animal. É preciso de parceria dos fundos de investimento para que nós possamos fazer, especialmente, ferrovias no Brasil", relatou.

Além da reunião empresarial, também ocorreram durante a manhã outras duas reuniões com o ministro, Khalid Al Falih, sendo uma reunião privada com o vice-presidente Alckmin e outra com a presença dos ministros que compõem a comitiva, do embaixador do Brasil na Ar√°bia Saudita, Sérgio Bath, e de representantes do BNDES e ApexBrasil.

PROTOCOLO DE INTENÇÕES

Durante a reunião também foram assinados tr√™s protocolos de intenções, sendo o primeiro entre a ApexBrasil e Lulu hipermercados para promoção de produtos brasileiros dos segmentos de alimentos e bebidas, e o segundo e terceiro entre o Ministério de Investimentos da Ar√°bia Saudita (MISA) e a EB Capital e a P√°tria Investimentos para a facilitação de investimentos entre os dois países.

Fonte: MAPA

Comunicar erro

Coment√°rios

Acomp Gyn - Goiania