AL- Vacina que volta

Safra de soja 2020/2021 está 87% comercializada; 23,2% da produção 2021/2022 já foi vendida

Por Redação em 14/09/2021 às 09:03:40

A comercialização da safra brasileira de soja 2020/21 avançou pouco em agosto, mas já atingiu 87,0% da produção esperada até o último dia 3 de setembro. Está abaixo dos 96,6% do recorde de avanço da safra 2019/20 e também da média de 88,3% de 5 anos para o período, segundo levantamento realizado pela consultoria Datagro.

Considerando a previsão atual de produção da safra 2020/2021, mantida em 136,97 milhões de toneladas, os sojicultores brasileiros têm um total compromissado de 119,10 milhões de t. Em igual período do ano passado, esse volume de produção negociado estava em 123,84 milhões de t.

O incremento foi de apenas 2,7% ante o relatório anterior, abaixo dos 4,6% do padrão normal de avanço para a data. O coordenador de Grãos da Datagro, Flávio Roberto de França Junior, disse em nota que "o movimento limitado confirmou nossa expectativa, apesar de nova elevação nas cotações, refletindo o fato de que a safra já está fortemente vendida, pelos preços ainda distantes das máximas do ano, e da ausência de necessidade de venda por parte dos produtores".

Safra 2021/22 - A pesquisa da Datagro mostra, ainda, que 23,2% da produção estimada da oleaginosa safra 2021/22, em fase inicial de plantio, está comprometida comercialmente. Esse fluxo está aquém dos 25,0% da média para 5 anos e bem abaixo dos 46,7% do recorde anterior ocorrido em igual momento de 2020.

Segundo a projeção preliminar, que considera área maior em 4%, clima razoavelmente regular e produtividade dentro da normalidade, a safra brasileira do próximo ano tem potencial para atingir 144,07 milhões de t. Desse modo, os produtores já teriam vendido antecipadamente 33,49 milhões, volume muito inferior aos 63,96 milhões de t desta mesma época em 2020.

Milho - De acordo com a Datagro, as vendas do milho da safra de verão 2020/21 no Centro-Sul do Brasil atingiram 86,3% da produção esperada, em comparação com 79,8% no levantamento anterior e 94,2% em igual momento do ano passado, ligeiramente acima dos 86,0% da média de cinco anos.

Até o dia 3 de setembro, 77,7% da safra de milho de inverno no Centro-Sul estava compromissada pelos produtores, ante 72,9% no mês passado, 72,6% em 2020 e 68,4% na média para 5 anos.

A previsão total de safra 2020/21 foi reduzida de 109,31 milhões para 85,92 milhões de t, com perdas volumosas já confirmadas na safra de verão do Rio Grande do Sul e Santa Catarina e também na safra de inverno do Paraná, Mato Grosso do Sul, Goiás, Mato Grosso, São Paulo e Minas Gerais diante da diminuição no volume de chuvas em abril e maio e das geadas de junho e julho.


Fonte: Estadão

Comunicar erro
AL- Fake News - Vacinas

Comentários