Índice de preço de alimentos salta em novembro para máxima de quase 6 anos, diz FAO

Por Redação em 03/12/2020 às 15:55:21

É o sexto mês seguido que o indicador da ONU apresenta alta. Frutas e verduras

Ja Ma/Unsplash

Os pre├žos mundiais dos alimentos subiram pelo sexto mês consecutivo em novembro, atingindo uma m├íxima de quase seis anos, com o índice registrando seu maior aumento mensal desde julho de 2012, disse a agência para agricultura e alimentos das Na├ž├Áes Unidas (FAO) na quinta-feira (3).

O índice, que mede as varia├ž├Áes mensais de uma cesta de cereais, oleaginosas, laticínios, carnes e a├žúcar, teve média de 105 pontos no mês passado, contra 101 revisados de outubro.

A FAO, com sede em Roma, também disse em um comunicado que as colheitas mundiais de cereais continuam em curso para atingir um recorde anual em 2020, embora tenha reduzido sua previs├úo pelo terceiro mês consecutivo.

Os pre├žos do óleo vegetal lideraram o aumento no índice geral, subindo 14,5% no comparativo mensal, gra├žas principalmente à alta nos pre├žos do óleo de palma atrelada a uma queda acentuada nos estoques globais.

O índice de pre├žos dos cereais registrou um aumento mais modesto de 2,5% em novembro em rela├ž├úo ao mês anterior, cerca de 19,9% acima do valor do ano anterior.

Os pre├žos de exporta├ž├úo do trigo subiram como resultado das "perspectivas de colheitas reduzidas" na Argentina, enquanto os pre├žos do milho foram elevados em parte pelas previs├Áes de safra mais baixas nos Estados Unidos e na Ucr├ónia. Os pre├žos do arroz mantiveram-se est├íveis.

Os pre├žos médios do a├žúcar aumentaram 3,3% em rela├ž├úo a outubro em meio a temores de uma queda futura na produ├ž├úo global, j├í que o mau tempo afetou as perspectivas de safra na Uni├úo Europeia, Rússia e Tail├óndia.

Safra 2021

A FAO revisou para baixo sua previs├úo para a safra de cereais de 2020 pelo terceiro mês consecutivo, cortando-a para 2,742 bilh├Áes de toneladas, ante os 2,75 bilh├Áes anteriores. No entanto, isso ainda representa um recorde e est├í 1,3% acima do nível do ano passado.

"Olhando mais adiante, o plantio da safra de trigo de inverno de 2021 no hemisfério norte est├í em andamento, e as semeaduras em v├írios dos principais países produtores devem aumentar impulsionadas por pre├žos remuneradores, embora o recente clima seco possa conter a expans├úo do plantio e prejudicar a produtividade", disse a FAO.

A previs├úo para os estoques mundiais de cereais no final da temporada em 2021 ficou em 866,4 milh├Áes de toneladas, uma queda de 9,6 milh├Áes de toneladas em rela├ž├úo à estimativa anterior publicada no mês passado.

Veja os vídeos mais assistidos do Globo Rural

Fonte: G1

Comunicar erro
Coronavirus 728x90
InfoJud 728x90

Comentários